Joana Levi




2perdidos



Texto: Plínio Marcos

Direção: Joana Levi e Laila Garin

Elenco: Leonardo Ventura e Marcelo Valente

Criação de luz: Fábio Retti

Direção de Arte: Joana Levi

Produção: Leonardo Ventura e Marcelo Valente




DOIS PERDIDOS NUMA NOITE SUJA

Escrita e estreada em 1966, Dois perdidos numa noite suja tornou-se uma das peças mais importantes de Plínio Marcos. No texto inspirado em O Terror de Roma, de Alberto Moravia, uma par de sapatos e dois homens estão perdidos em cinco noites sujas, violentas e cruéis. Eis a história de Tonho e Paco que, em um quarto pobre e poeirento, lutam contra e pelos próprios sonhos.

Conduzimos as experimentações e a construção de uma dramaturgia e escritura cênica, no sentido de estabelecer com a obra de Plínio um diálogo poético e de co-autoria. Durante meses vivemos com Tonho e Paco numa pequena pensão de última categoria, dando luz e forma a este lugar onde reside o obsceno, o que fica fora da cena, o invisível. Esta obra viva e essencial, coloca-nos na parede, sem saída, encurralados num canto de quarto, para revelar limites da condição humana.



Joana Levi e Laila Garin