Joana Levi





bio






Atriz, diretora e produtora teatral. Dedica-se ao teatro desde 1992. Iniciou sua carreira no Rio de Janeiro, trabalhando com o diretor Márcio Vianna, como atriz, por dois anos. Em 1994, vai para Itália onde acompanha processos de criação da Fondazione Pontedera Teatro, participa de residência artística com a atriz e diretora Silvia Pasello e de sessões de trabalho no Workcenter of Jerzy Grotowski.

De volta ao Brasil, trabalha com a diretora Celina Sodré/RJ, como atriz e assistente de direção de 1995 a 1999. Produziu o projeto de cultura teatral Pólo Sul Americano do Ator Contemporâneo, que realiza no RJ seminários e intercâmbios entre artistas brasileiros e estrangeiros. Fundou e produziu o Núcleo de ação e performance, formado por diretores, atores e performers, onde atua em O Quarto dirigido pelo iraniano Massoud Saidpour, com quem faz residência artística no Brasil e nos EUA/Cleveland Museum of Art.

Há dez anos desenvolve pesquisa sobre treinamento e dramaturgia atoral e ministra oficinas para atores e bailarinos em diversos estados do Brasil (UNIRIO/ Palácio das Artes-MG / Fundação Joaquim Nabuco-PE/ SescSP/ BNB-CE).

Nos últimos anos, dirigiu e produziu, Dois perdidos numa noite suja, no SESC Avenida Paulista, atuou em O sertão no meio do redemoinho, dirigido por Andrea Caruso Saturnino e Ricardo Muniz Fernandes, realizado pelo SescSP, fez preparação corporal de Um segundo e meio de Marcello Airoldi, no Sesc Anchieta, co-direção e preparação corporal de O primeiro dia depois de tudo de Léo Lama, no Teatro Imprensa/SP e direção de movimento de Portar(ia) Silêncio, de João Junior, projeto contemplado com o Premio Myriam Muniz.

Entre 2005 e 2010, integra o grupo Casa Laboratório para Artes do Teatro em São Paulo - dirigido por Cacá Carvalho e Roberto Bacci - onde atua, faz assistência de direção e preparação corporal nos espetáculos: Os Figurantes, O Homem Provisório (5 indicações ao Prêmio Shell) e A Sombra de Quixote.

Em 2011 protagoniza, ao lado de Cacá Carvalho, O Hóspede Secreto, dirigido por Roberto Bacci, apresentado no Brasil e na Itália; atua no espetáculo Macumba Antropófaga, dirigido por José Celso Martinez Correa, no Teatro Oficina e é artista orientadora do Projeto Ademar Guerra/SP.

É graduanda do curso de Filosofia da USP.